Clipping de Relações Internacionais

Protestas en Bolivia por el alza de precios de los alimentos

Posted in Américas, Economia, Comércio & Finanças by Leila Yatim on 19/02/2011

Bolívia – Clarín – 19/02/2011.

 

Miles de obreros pidieron un aumento del salario mínimo acorde a la inflación.

 

Las protestas se intensificaron ayer en varias ciudades de Bolivia donde miles de manifestantes marcharon en rechazo al aumento en el precio de los alimentos y en reclamo de subas salariales. (more…)

Comentários desativados em Protestas en Bolivia por el alza de precios de los alimentos

Liberação de emendas antes de votação sobe 441%

Posted in Américas, Economia, Comércio & Finanças by Nejme Joma on 17/02/2011

Brasil -Estadão

Nos primeiros 11 dias de fevereiro, às vésperas da votação do valor do novo salário mínimo, o governo pagou um total de R$ 653,7 milhões de gastos autorizados ou ampliados por meio de emendas parlamentares. O ritmo de liberação de verbas públicas nesse período aumentou 441% em relação a janeiro.

Os gastos referem-se a contas pendentes de pagamento do ano passado (os chamados restos a pagar) e equivalem a 7% do saldo deixado, até o último dia de governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, das despesas que foram objeto de emendas parlamentares.

 Entre os agraciados com direito a voto na definição do novo salário mínimo, destaca-se o deputado Paulinho Pereira da Silva (PDT-SP), presidente da Força Sindical. O parlamentar paulista teve um total de R$ 2 milhões liberados para ações de orientação profissional e intermediação de mão de obra em São Paulo. Apesar de integrante da base governista, Paulinho não defendeu o valor do salário mínimo de R$ 545, fixado pelo governo.

 Por meio de sua assessoria, o deputado informou que não negociaria seu voto em troca do pagamento das emendas que propôs ao Orçamento. O dinheiro liberado teria sido pedido pelo Ministério do Trabalho, comandado pelo presidente licenciado do PDT e companheiro de partido Carlos Lupi. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. (more…)

Comentários desativados em Liberação de emendas antes de votação sobe 441%

Governo já admite votar salário mínimo de R$ 560

Posted in Américas, Economia, Comércio & Finanças by Nejme Joma on 11/02/2011

Brasil – Estadão

Sem ter certeza do apoio da base aliada para aprovar um valor de R$ 545 para o salário mínimo, o governo acertou ontem um plano B com os partidos de oposição para evitar um prejuízo maior. Em reunião com PSDB e DEM, o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), marcou a votação para a próxima quarta-feira. O governo vai insistir no valor mais baixo, mas, se perceber que não terá apoio suficiente na base para bancar os R$ 545, acertou com a oposição que abraçará a emenda apresentada pelo PDT reajustando o mínimo para R$ 560, valor que DEM e PSDB aceitam votar.

Para garantir a votação, o governo aceitou a realização de uma comissão geral na Câmara, na terça-feira, com a presença do ministro da Fazenda, Guido Mantega, como desejava a oposição, e concordou que outros partidos apresentassem suas próprias emendas propondo outros valores para o reajuste.

 A vantagem do governo é que o acordo de procedimentos com a oposição garante o compromisso de que a votação não será obstruída nem incluirá outras matérias espinhosas para o Palácio do Planalto, como o reajuste para aposentados. E, o principal de tudo, cria uma espécie de trava de segurança impedindo que o mínimo suba para valores considerados inaceitáveis pela equipe econômica, como os R$ 580 defendidos pelas centrais sindicais ou R$ 600 como a emenda apresentada pelo PSDB.

 Apesar de insistir na aprovação de um mínimo de R$ 545, o governo sabe que o cenário dentro do Congresso hoje é extremamente instável para ter certeza que a base votará unida em torno da proposta. Partidos como PMDB, PDT e PC do B têm se queixado do comportamento do governo na distribuição de postos nos escalões intermediários.

 Até mesmo o PT, partido da presidente Dilma Rousseff, enfrenta problemas internos por conta da ocupação de espaços dentro do Congresso e reclama da omissão do governo em torno do assunto. Esses grupos sinalizam com a possibilidade de votar um valor maior para o mínimo para exibir sua insatisfação com o governo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. (more…)

Comentários desativados em Governo já admite votar salário mínimo de R$ 560

Mínimo será de R$545 a partir de fevereiro, diz Mantega

Posted in Américas, Economia, Comércio & Finanças by Nejme Joma on 15/01/2011

BRASÍLIA (Reuters)

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta sexta-feira que o salário mínimo será de 545 reais a partir de 1o de fevereiro.

“Vale a partir de 1o de fevereiro,” disse Mantega a jornalistas após a primeira reunião ministerial com a presidente Dilma Rousseff.

O novo valor leva em conta a correção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que elevaria o mínimo para 543 reais. O governo, no entanto, optou por arredondar a soma para 545 reais.

Mantega afirmou também que o governo deverá editar uma medida provisória estabelecendo o cálculo, que leva em conta a inflação acumulada no ano mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB), para os reajustes do salário mínimo entre 2011 e 2015.

Na prática, a fórmula já vem sendo adotada pelo governo e, com a nova MP, o governo evita o desgaste de submeter ao Congresso, anualmente, a aprovação de um novo valor para o mínimo.

Outro ponto reivindicado pelas centrais sindicais, a correção da tabela do Imposto de Renda, não foi discutido no encontro, de acordo com Mantega.

Segundo o ministro, o eixo da reunião foi a adoção de medidas para garantir que a economia do país cresça a um ritmo superior nos próximos anos, esforço que incluirá redução de gastos públicos, incluindo os de custeio. Para isso, os ministérios foram orientados a fazer estudos de orçamento para identificar os possíveis alvos de cortes. (more…)

Comentários desativados em Mínimo será de R$545 a partir de fevereiro, diz Mantega

Lula reajusta salário mínimo para R$ 540

Posted in Américas, Economia, Comércio & Finanças by Nejme Joma on 31/12/2010

Brasil – BBC News – 31/12/2010.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta quinta-feira uma medida provisória que reajusta o salário mínimo de R$ 510 para R$ 540, a partir de 1º de janeiro.

Ao divulgar a informação, o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, destacou o cenário econômico favorável e afirmou que o aumento de R$ 30 não representa “uma pressão tão grande sobre a previdência social”.

Para o ministro, o reajuste também contribuirá para manter o equilíbrio fiscal: “Não há condições de a inflação sair da meta”, cujo centro é 4,5%, podendo flutuar entre 2,5% e 6,5%. (more…)

Comentários desativados em Lula reajusta salário mínimo para R$ 540