Clipping de Relações Internacionais

O legado dos 13 anos do PT no poder em seis indicadores internacionais

Posted in Américas, Política & Política Externa by Emilia C. de Paula on 13/05/2016

BBC- Brasil  – 13/05/2016

160512101751_pt_brasil_624x415_ap_nocreditO aval do Senado à abertura do processo de impeachment contra a presidente, Dilma Rousseff, marca o fim de um período de 13 anos consecutivos em que o Partido dos Trabalhadores esteve no poder no Brasil.

Com o afastamento de Dilma, Michel Temer, do PMDB, assumiu a Presidência interinamente. A petista pode ficar afastada por até 180 dias para que o Senado realize o julgamento definitivo sobre seu mandato.

Nesse momento marcado pelo fim de um importante ciclo político para o país, a BBC Brasil procurou especialistas e levantou indicadores internacionais para entender (more…)

Comentários desativados em O legado dos 13 anos do PT no poder em seis indicadores internacionais

Em artigo, FHC pede que oposição ao governo fale “forte”

Posted in Américas, Política & Política Externa by Nejme Joma on 06/02/2011

Brasil – Estadão

Para evitar que o governo do PT e seus aliados continuem “na toada” de tomar a propaganda por realização, a oposição precisa falar “e falar forte”, sem medo e sem se perder em “questiúnculas internas”, recomenda hoje em artigo publicado no jornal O Estado de S. Pauloo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “Há que mexer no desagradável”, desafia FHC. O texto, com o título “Tempo de Muda”, compara o momento de início de ano, com nova presidente empossada e novo Congresso Nacional, com a hora da “troca de animais cansados por outros mais bem dispostos e de plantas que saem de vasos para florescer em terra firme”. Mesmo com essa renovação, alerta, o Brasil é o de sempre, com seus êxitos, lacunas e aspirações.

Das lacunas e mazelas que continuam, FHC critica especialmente a “herança braba” que a presidente Dilma “herdou de seu patrono (Lula) e de si mesma”, em especial a situação fiscal “que se agravou”. “Nem bem assume, seus porta-vozes econômicos já têm de apelar para as mágicas antigas”, comenta o ex-presidente no artigo. Ele diz que há no momento um “reconhecimento mal disfarçado da necessidade de um ajuste fiscal” e que “os pelegos aliados do governo (as principais centrais sindicais) que enfiem a viola no saco pois os déficits deverão falar mais alto do que as benesses que solidarizam as centrais com o governo Lula”.

FHC critica ainda o atropelo em questões como a instalação da Usina de Belo Monte, que “há de vir à luz por cesariana, esquecendo as preocupações com o meio ambiente e com o cumprimento de requisitos legais”, e a exploração das reservas do pré-sal, que no seu entender deveria esperar até que o País tenha uma estratégia mais clara sobre como e quando aproveitá-las.

As alianças com os partidos da governabilidade continuarão a custar caro no Congresso e Ministérios, segundo FHC, que também cita indicações para o segundo escalão, como a presidência de Furnas, “objeto de rapto e retaliação”.

Em meio a todo esse quadro, FHC questiona a oposição ao governo que “quer ser elevada sem sujar as mãos (ou a língua) nas nódoas do cotidiano nem confundir crítica ao que está errado com oposição ao País”.

Ao diagnosticar que o governo anterior (Lula) sonegava à população o debate sobre seu futuro, FHC afirma que está na hora de a oposição “berrar e pedir a democratização das decisões, submetendo-as ao debate público”. (more…)

Tagged with: , , , ,

Comentários desativados em Em artigo, FHC pede que oposição ao governo fale “forte”

Dilma vai trocar toda a diretoria de Furnas

Posted in Américas, Política & Política Externa by Nejme Joma on 02/02/2011

Brasil – Estadão

A disputa pelo comando de Furnas Centrais Elétricas, que provocou uma guerra entre grupos do PT e do PMDB, fez a presidente Dilma Rousseff tomar uma decisão radical: trocar não apenas o presidente, mas também os cinco diretores, e rejeitar qualquer indicação política. Diante desse quadro, os partidos estão em busca de técnicos do setor elétrico. A tentativa é manter a influência no segundo escalão do governo, mas, ao mesmo tempo, seguir o discurso da solução técnica.

O PMDB sabe que não haverá lugar em Furnas para Hélio Costa, candidato derrotado ao governo de Minas Gerais, mas insiste em emplacar o novo presidente da estatal com perfil técnico que agrade ao Planalto. Os petistas não se opõem a esse arranjo, desde que o indicado não seja ligado ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com quem estão em conflito aberto.

Na posse dos novos parlamentares em Brasília, o nome do técnico Flávio Decat, ex-diretor de distribuição da Eletrobrás, circulou como favorito para a assumir Furnas no lugar do atual presidente, Carlos Nadalutti. Fontes do PMDB e do Ministério das Minas e Energia, no entanto, afirmaram que a articulação tinha o aval do senador José Sarney e da presidente Dilma, mas que os peemedebistas do Rio haviam reagido negativamente, congelando a negociação. (more…)

Tagged with: , , , ,

Comentários desativados em Dilma vai trocar toda a diretoria de Furnas

Rumo da economia sob eventual governo Dilma é incerto, diz ‘FT’

Posted in Américas, Economia, Comércio & Finanças by Nejme Joma on 19/11/2010

Brasil – BBC News – 19/11/2010.

Uma reportagem publicada na edição desta terça-feira do jornal britânico Financial Times afirma que ainda não é totalmente clara a direção que seria dada à economia brasileira por um eventual governo Dilma Rousseff, apesar da candidata do PT prometer a continuidade das políticas de governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, caso eleita. (more…)

Comentários desativados em Rumo da economia sob eventual governo Dilma é incerto, diz ‘FT’

Brasil se despide de Lula

Posted in Américas, Sistemas Políticos by Emilia C. de Paula on 30/10/2010

Brasil – El País – 31/10/10.

Todos los sondeos de opinión predicen que Dilma Rousseff, de 62 años, candidata del Partido de los Trabajadores (PT) y heredera de Lula da Silva, se convertirá hoy domingo en la primera mujer presidente de Brasil. Su ventaja sobre José Serra, de 68 años, del Partido de la Socialdemocracia Brasileña (PSDB), oscila, según esas encuestas entre 10 y 14 puntos, pero aun así el ambiente sigue teniendo emoción porque, además de elegir a un presidente, los brasileños, 137 millones de votantes, se despiden también, de alguna forma, de Luiz Inácio Lula da Silva, el político que más han querido y admirado de su historia.

(more…)

Comentários desativados em Brasil se despide de Lula

Pressionada, Câmara deve votar ‘Ficha Limpa’ hoje

Posted in Américas, Política & Política Externa by Nejme Joma on 04/05/2010

Brasil – Estadão – 04/05/2010.

Impulsionado pela pressão popular, o projeto “Ficha Limpa”, que impede a candidatura de políticos com condenações na Justiça, deve ser votado hoje na Câmara dos Deputados. O plenário da Casa promete analisar tanto a urgência da proposta como o mérito. Em seguida, a matéria será encaminhada ao Senado, onde se fala em análise rápida. Em ano eleitoral, há senadores que defendem a aprovação sumária do projeto para livrar a Casa da marca de corporativista. (more…)

Comentários desativados em Pressionada, Câmara deve votar ‘Ficha Limpa’ hoje

A política externa do PT e a do governo

Posted in Américas, Regiões, Sistemas Políticos by Rodrigo Felismino on 08/02/2010

Valor Econômico – 08/02/2010

Embora tenham em comum o destaque conferido à figura do professor Marco Aurélio Garcia, assessor internacional da Presidência e hoje coordenador de programa de governo da candidata governista ao Planalto, Dilma Roussef, governo e PT não estão totalmente afinados em matéria de política externa. No partido, por exemplo, é grande o desconforto com o acordo de livre comércio entre Mercosul e Israel, apresentado como um dos feitos diplomáticos do governo Lula, e há críticas ao empenho oficial pela rodada de liberalização comercial na Organização Mundial do Comércio (OMC). A relação entre governo e as multinacionais brasileiras também é vista de maneira distinta pelo partido e pelo governo. (more…)

Comentários desativados em A política externa do PT e a do governo

PT quer órgão paralelo ao Itamaraty

Posted in Américas, Regiões, Sistemas Políticos by Rodrigo Felismino on 08/02/2010

O Globo – 08/02/2010

PT planeja criar conselho de política externa

A cúpula do PT quer ampliar a influência do partido sobre a política externa brasileira com a criação de um conselho federal dedicado ao tema. O órgão teria caráter oficial e funcionaria paralelamente ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), que sempre foi o único responsável por formular e executar a política externa do país. (more…)

Comentários desativados em PT quer órgão paralelo ao Itamaraty

Lula diz que quando for “rei posto”, Dilma fará as promessas

Posted in Américas, Política & Política Externa by Nejme Joma on 23/12/2009

SÃO PAULO (Reuters) – 23/12/2009.

Durante celebração do Natal com catadores de material reciclado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que em dezembro do ano que vem, quando será “rei posto”, deverá estar acompanhado do próximo presidente, a ministra Dilma Rousseff (PT), para fazer promessas à população carente. (more…)

Tagged with: , , , , , , , ,

Comentários desativados em Lula diz que quando for “rei posto”, Dilma fará as promessas

FHC contra o Estado forte

Posted in Américas, Regiões, Sistemas Políticos by Rodrigo Felismino on 01/11/2009

IstoÉ Dinheiro – 31/10/2009

Depois da tentativa de tomada de controle da Vale e da proposta de mudança na lei do petróleo, o ex-presidente alerta para o perigo do excesso de intervenção estatal na economia

Estadolatria. Doença gravada no DNA do brasileiro, ela é parte do nosso código genético. seu principal sintoma é confundir a ideia de nacionalismo com a defesa de um estado forte e intervencionista. Só que, sempre que a ingerência estatal avança, diminui a eficiência das empresas. É assim que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso enxerga o momento atual do País. em entrevista exclusiva à dinheiro, ele se disse preocupado com movimentos recentes do governo, como a tentativa de tomada de controle da Vale, e fez um alerta: “devagarzinho estamos mudando o modo de funcionar da economia brasileira, na direção do chavismo.” na entrevista, ele também fez raros elogios ao presidente Lula, dizendo que seu sucessor merece todo o reconhecimento internacional que tem. Mas avisou que as eleições de 2010 não serão um embate entre os oito anos de Lula versus os oito anos de FHC, ou de estado forte contra mínimo, como deseja o PT. “o eleitor olha para a frente, não para trás”, diz ele. “ele quer saber quem o conduzirá a um futuro melhor.” Leia a seguir sua entrevista. (more…)

Comentários desativados em FHC contra o Estado forte