Clipping de Relações Internacionais

Chávez se atraganta con su ley electoral

Posted in Américas, Política & Política Externa by Lucas S. on 28/09/2010

Caracas – El País – 28/09/10

Hugo Chávez está enfadado, muy enfadado. Los resultados electorales del domingo le han torcido el gesto. No tanto por la resurrección de la oposición -que logró 65 diputados de los 165 en juego-, ni siquiera porque los 98 obtenidos por su partido no son suficientes para legislar a su antojo, sino porque la forma de ganar, mediante una ley electoral diseñada a su medida hace solo un año, ha dejado al descubierto su particular manera de usar la democracia. El enfado de Chávez se desató en la tarde del lunes, ante una pregunta de una periodista venezolana.

(more…)

Comentários desativados em Chávez se atraganta con su ley electoral

Parlamento iraquiano adia votação sobre modificação na lei eleitoral

Posted in Oriente Médio, Sistemas Políticos by Emilia C. de Paula on 21/11/2009

Bagdá – EFE – 21/11/09.

O Parlamento do Iraque adiou hoje para amanhã uma votação para aceitar ou rejeitar uma modificação à lei eleitoral, informou a rede de televisão “Al-Iraqiya”.

(more…)

Comentários desativados em Parlamento iraquiano adia votação sobre modificação na lei eleitoral

Bolívia aprova lei eleitoral e Morales encerra greve de fome

Posted in Américas, Política & Política Externa, Regiões by Emilia C. de Paula on 15/04/2009

Reino Unido – BBC – 15/04/2009

O Congresso da Bolívia aprovou nesta terça-feira a nova lei eleitoral que permitirá a realização de eleições presidenciais antecipadas no dia 6 de dezembro.

(more…)

Congresso boliviano adia debate sobre lei eleitoral

Posted in Américas, Sistemas Políticos by Mariah Portinho on 11/04/2009

Da Agência EFE, 10/04/2009, 22:53

O presidente do Congresso da Bolívia, Álvaro García Linera, declarou nesta sexta-feira um novo recesso no debate sobre a lei eleitoral perante a ausência dos legisladores de oposição, e advertiu que o Parlamento está “se aproximando do delito”.

“Há quase 60 horas que o Congresso descumpre o estabelecido na Constituição e podemos ser objeto de processo judicial por qualquer cidadão por nossa incapacidade de cumprir o que a Carta manda. É uma vergonha”, disse García Linera.

O debate parlamentar sobre a lei eleitoral da Bolívia, necessária para convocar as eleições gerais este ano, se encontra suspenso pela decisão dos parlamentares opositores de abandonar o Congresso após uma polêmica sessão realizada na quinta-feira.

García Linera, que declarou nas últimas horas outras duas separações por essa situação, adiou a sessão para amanhã às 12h30 (13h30 no horário de Brasília) e voltou a apelar aos deputados e senadores ausentes a que vão ao Congresso.

O presidente do Congresso chegou a oferecer todo tipo de facilidades, desde passagens áreas até o pequeno avião em que viaja o chefe de Estado, Evo Morales, para que vão a La Paz.

García Linera, também vice-presidente do governo, acusou os opositores de pôr em risco as eleições pelo temor de perder suas cadeiras e exigiu que não tenham medo da democracia e das decisões do povo.

Enquanto isso, o presidente da Bolívia, Evo Morales, mantém uma greve de fome, que começou na quinta-feira, para exigir a aprovação da lei eleitoral.

Comentários desativados em Congresso boliviano adia debate sobre lei eleitoral