Clipping de Relações Internacionais

La tensión social provoca riesgo de desabastecimiento de petróleo en Argentina

Posted in Américas, Política & Política Externa by Emilia C. de Paula on 26/04/2011

Argentina – El País – 26/04/11.

La provincia de Santa Cruz, que aporta el 20% de la producción nacional de petróleo, atraviesa momentos de fuerte tensión debido a una dura pelea interna entre dos sectores del sindicato de trabajadores que luchan a las bravas por el control del gremio y que llevan 24 días de huelga, con el consiguiente riesgo de desabastecimiento del mercado. El paro afecta fundamentalmente a los pozos del norte de la provincia, donde operan Repsol-YPF y Pan American Energy (de capital argentino y chino), y ha provocado la reacción de los tribunales, del ministro de Trabajo y de los dirigentes del sindicato a nivel nacional, que intentan, sin aparente éxito por el momento, retomar el control del gremio en la provincia.

(more…)

Comentários desativados em La tensión social provoca riesgo de desabastecimiento de petróleo en Argentina

Governo tailandês avalia se faz acordo com camisas vermelhas

Posted in Ásia & Oceania, Paz & Conflito by Nejme Joma on 24/04/2010

BANGCOC, 24 de abril (Reuters)

O governo tailandês se reuniu no sábado para avaliar uma oferta de paz de dezenas de milhares de manifestantes que pedem eleições imediatas que podem dar um fim às manifestações e confrontos em Bangcoc. (more…)

Comentários desativados em Governo tailandês avalia se faz acordo com camisas vermelhas

Presidente deposto de Honduras é derrotado em votação em que não teve apoio sequer de seu próprio partido

Posted in Américas, Política & Política Externa by Lucas S. on 03/12/2009

Tegucigalpa – O Globo – 02/12/09

O Congresso Nacional de Honduras enterrou na quarta-feira a última chance de Manuel Zelaya voltar à Presidência do país para terminar o seu mandato, em 27 de janeiro, quando assume o novo governo. Numa sessão marcada por marcha fúnebre, oração e até um vídeo em que o presidente deposto foi chamado de mentiroso, a maioria dos 128 deputados ratificou o golpe comandado pelo governo de fato. Com nove horas de sessão, o Congresso somava às 22h44m (em Brasília) 65 votos, a maioria da Casa, o que encerrava as chances de Zelaya ser reconduzido ao poder. Apenas sete parlamentares haviam votado a favor do presidente deposto. (more…)