Clipping de Relações Internacionais

Tanto governo quanto oposição reivindicam vitória em eleições parlamentares na Geórgia

Posted in Europa, Sistemas Políticos by Emilia C. de Paula on 01/10/2012

Georgia – DW – 01/10/12.

Composição complexa do Parlamento dificulta antecipação do resultado. Pesquisas baseadas em listas partidárias indicam vitória da oposição. Já sondagem com base em eleições diretas dão a vitória ao partido do governo.

Após o encerramento das eleições parlamentares desta segunda-feira (01/10) na Geórgia , pesquisas indicam a vitória da oposição, liderada pelo bilionário Bidzina Ivanishvil, na disputa contra o partido do presidente Mikhail Saakashvili.

De acordo com pesquisas do canal TV9, financiado por Iwanisch, a coalizão do político – Sonho Georgiano – ficou com 70% dos votos, contra 30% para o partido do presidente. “Nós vencemos! O povo georgiano venceu!”, declarou o líder oposicionista na noite desta segunda-feira (01/10).

As emissoras Rustawi 2 e Imedi também informaram, com base em sondagens, que a oposição obteve 51% dos votos, contra 41% para o partido de Saakashvili. Já prognósticos da emissora de TV estatal mostraram uma disputa mais acirrada, com 35% dos votos para a oposição e 30% para o partido do governo, Movimento Nacional Unido (MNU).

Pesquisas dos institutos Edison Research e Gfk também indicam uma ligeira vantagem para a coalizão de Iwanisch – Sonho Georgiano (SG). As sondagens foram realizadas quatro horas antes do fechamento dos postos eleitorais e levaram em consideração apenas os votos com base nas listas partidárias, que elegem 77 dos 150 parlamentares.

Os demais 73 assentos do Parlamento são votados nos distritos eleitorais em eleições diretas por maioria, nas quais observadores veem mais chances para o partido do governo, Movimento Nacional Unido, do que para a oposição. O próprio partido de Saakashvili disse acreditar ter conquistado pelo menos 53 desses 73 assentos.

Monopólio político

Uma vitória da oposição significaria a quebra do monopólio político de Saakashvili, no poder desde 2003. O próprio Iwanisch, porém, declarou ser preciso aguardar os resultados definitivos – previstos para a manhã desta terça-feira.

Atualmente, o MNU detém 119 ou quase 80% dos 150 assentos do Parlamento. Entretanto, o apoio a Saakashvili vem diminuindo significativamente, sobretudo na capital Tbilissi, onde vive um terço da população do país. Um escândalo recente envolvendo torturas em presídios georgianos abalou a popularidade do presidente.

Cerca de 3,6 milhões de eleitores foram convocados para a votação desta segunda-feira, e, no fim da tarde, 53% haviam comparecido às urnas. As eleições estão no foco internacional por conta do papel-chave do país caucasiano como rota de transporte de petróleo e gás para a Europa Ocidental e locação estratégica entre Rússia, Irã, Turquia e Ásia Central.

LPF/dapd/rtr/afp/dpa

Revisão: Francis França

Disponível em:

 

http://www.dw.de/dw/article/0,,16277209,00.html

Anúncios

Comentários desativados em Tanto governo quanto oposição reivindicam vitória em eleições parlamentares na Geórgia

%d blogueiros gostam disto: