Clipping de Relações Internacionais

Massacre no Afeganistão pode sinalizar conflito dentro do Taliban

Posted in Oriente Médio, Paz & Conflito, Regiões, Social & Questões Culturais by Saade Marraui on 02/09/2012

Lashkar Gar/Cabul – Reuters – 28/08/2012.

Era para ser mais uma noite de música e dança, uma distração breve da vida no calor e poeira do sul rural conservador do Afeganistão para um pequeno grupo de meninos e meninas na aldeia Roshan Abad, na província de Helmand.

Em vez disso, a diversão acabou em uma brutalidade que nem mesmo a liderança austera do Taliban está disposta a ser vinculada, em meio aos movimentos de paz que vão e voltam e sinais de que os combatentes insurgentes podem não estar com espírito para qualquer compromisso.

Todos os 17 jovens — 5 meninos e duas meninas– foram fuzilados ou decapitados pelos próprios moradores e insurgentes enfurecidos por sua “imoralidade”.

“Dentro da sala havia apenas um teclado elétrico esmagado alimentado por uma bateria de carro, bem como uma tabla (tambor) quebrada e manchas de sangue ao redor da sala”, disse Juma Gul, um ancião do distrito, que mais tarde visitou o local de paredes de barro onde ocorreu o massacre.

A liderança central do Taliban está tentando melhorar a imagem do grupo caso tente avançar etapas de reconciliação experimentais e talvez até entrar na política principal. Mas algumas unidades militantes são difíceis de controlar, percorrendo o campo e assassinando aqueles considerados imorais.

No Ocidente, o Taliban é visto como um único movimento firme com políticas uniformes. Mas nada poderia estar mais longe da verdade em muitas partes do país, conforme a Otan se prepara para retirar a maioria de suas tropas de combate até o final de 2014.

Os sinais de alerta de um massacre em Roshan Abad estavam lá há dias, mas passaram despercebidos. Os insurgentes tinham colocado cartas de aviso –conhecidas como “cartas noturnas” por serem deixadas na escuridão– na porta da mesquita da aldeia alguns dias antes.

Gul, repetindo uma história confirmada por outras testemunhas da aldeia, contou que os meninos e meninas se conheceram dias antes em um poço, onde as mulheres regularmente buscam água, construído há décadas por trabalhadores de ajuda humanitária dos EUA para irrigar a terra árida.

Mas, em uma área conhecida por seu conservadorismo profundo sobre as relações entre homens e mulheres, ainda não está claro por que as meninas concordaram em se encontrar por três noites consecutivas com os rapazes antes do massacre.

Familiares enfurecidos das duas meninas estavam entre os agressores, disse o morador Mohammad Gul à Reuters.

“Os meninos da casa estavam armados e revidaram, mas os Talibans chamaram mais combatentes que chegaram em motos”, afirmou Gul, que não tem parentesco com o aldeão de mesmo sobrenome.

Mohammad Gul contou que alguns dos mortos levaram um tiro no peito, enquanto os sobreviventes do breve tiroteio foram decapitados, inclusive as duas mulheres, com os corpos jogados ao lado de um canal de irrigação.

O porta-voz do Taliban Qari Yousuf negou envolvimento do grupo no massacre que provocou outro ataque de indignação num momento em que a insurgência está ansiosa para projetar uma face mais moderada.

“Os meninos devem ter bebido, lutado entre si. Nós não estávamos envolvidos”, disse Yousuf.

Acesso em 28 de Agosto de 2012.
Disponível em:
http://br.noticias.yahoo.com/massacre-no-afeganist%C3%A3o-pode-sinalizar-conflito-dentro-taliban-151942032.html

Comentários desativados em Massacre no Afeganistão pode sinalizar conflito dentro do Taliban

%d blogueiros gostam disto: