Clipping de Relações Internacionais

Governo militar do Egito manda dissolver parlamento

Posted in Ásia & Oceania, Política & Política Externa by Nejme Joma on 17/06/2012

CAIRO, 16 Jun (Reuters)

O governo militar do Egito ordenou a dissolução do parlamento, disse uma autoridade, de acordo com uma decisão judicial que os islamistas que dominam a assembleia condenam como sendo um golpe de estado liderado pelos generais que assumiram o poder quando Hosni Mubarak foi deposto.

A Suprema Corte Constitucional declarou a eleição da Câmara inválida na quinta-feira, dissolvendo um parlamento considerado como um dos poucos ganhos substanciais de uma transição confusa e muitas vezes sangrenta, para uma democracia supervisionada pelo exército.

Uma autoridade do escritório do presidente do parlamento disse à Reuters no sábado que uma carta havia sido enviada no dia anterior pelo marechal de campo Hussein Tantawi, ordenando a dissolução do parlamento e dizendo que nenhum membro estava autorizado a entrar no edifício.

A Irmandade Muçulmana, que conseguiu o maior número de assentos numa eleição em janeiro, alertou para “dias perigosos” à frente e disse que os ganhos políticos da revolta, que derrubou Mubarak em 11 de fevereiro de 2011, podem ser anulados.

A Irmandade disse que o parlamento só deve ser dissolvido por um referendo popular. A ordem para dissolver o parlamento “representa um golpe contra todo o processo democrático”, disse o grupo em um comunicado na página do Facebook do seu Partido Liberdade e Justiça (FJP).

A FJP disse em outro comunicado que a decisão mostra o desejo do conselho militar de “tomar posse de todos os poderes apesar da vontade do povo.”

“Estamos pedindo que as pessoas sejam aqueles que decidem se o parlamento deve ser dissolvido, já que tal decisão deve ser tomada de acordo com a vontade do povo e não da autoridade executiva,” disse Essam el-Erian, vice-líder do FJP, à Reuters.

A corte constitucional também determinou derrubar a lei aprovada pela assembleia liderada pelos islamistas que impediria que Ahmed Shafik, um ex-oficial militar e último primeiro-ministro de Mubarak, a concorer ao segundo turno das eleições presidenciais neste sábado e domingo.

Shafik está concorrendo contra Mohamed Morsy, da Irmandade Islâmica.
A votação está transcorrendo calmamente, os grupos de monitoramento independentes não relataram graves violações no primeiro dia de votação, quando os 50 milhões de eleitores podem votar.

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/governo-militar-egito-manda-dissolver-parlamento-203852454.html

Tagged with: , , ,

Comentários desativados em Governo militar do Egito manda dissolver parlamento

%d blogueiros gostam disto: