Clipping de Relações Internacionais

Vagas de emprego em RI

Posted in Economia, Comércio & Finanças, Emprego em RI by Rodrigo Felismino on 24/10/2011

Analista de Inteligência Comercial Pleno

Principais atribuições e desafios: (more…)

Tagged with:

Comentários desativados em Vagas de emprego em RI

WikiLeaks anuncia suspensão de publicações por falta de recursos

Posted in Américas, Opinião Pública/Mídia by Nejme Joma on 24/10/2011

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, anunciou nesta segunda-feira a suspensão temporária da difusão de documentos confidenciais e sigilosos para concentrar-se na arrecadação de fundos que permitam garantir sua futura sobrevivência.

Assange informou em uma coletiva de imprensa em Londres que o WikiLeaks “se vê forçado a suspender temporariamente suas operações de publicação e a arrecadar fundos agressivamente para contra-atacar” após o bloqueio de seus fundos por parte de companhias de cartões de crédito e outras multinacionais americanas.

O WikiLeaks provocou uma grande indignação nos Estados Unidos após o início da publicação, em novembro de 2010, de 250 mil documentos confidenciais do departamento de Estado americano, depois de divulgar anteriormente outros milhares sobre as guerras do Iraque e do Afeganistão.
(more…)

Tagged with: , , ,

Comentários desativados em WikiLeaks anuncia suspensão de publicações por falta de recursos

China defende novo imposto sobre trabalhadores estrangeiros

Posted in Ásia & Oceania, Economia, Comércio & Finanças by Nejme Joma on 24/10/2011

PEQUIM (Reuters)

Um novo imposto sobre os trabalhadores estrangeiros na China exigindo que eles paguem contribuições de seguridade social é justo e em conformidade com as normas globais, informou a mídia estatal chinesa na segunda-feira, afastando as preocupações na comunidade empresarial de que isso irá aumentar os seus custos .
Citando um funcionário não identificado do Ministério de Recursos Humanos e Seguridade Social, a agência de notícias Xinhua relatou que as regras provisórias sobre esses pagamentos, que já tinham entrado em vigor, não seriam muito onerosas.

“As empresas chinesas que operam no exterior… são obrigadas a pagar seguro social nos países que estão sediadas, e isso não tem afetado o investimento dessas empresas no exterior”, disse a reportagem da Xinhua.
Agora que todas as empresas na China teriam que pagar seguro social para todos os seus empregados, nenhuma empresa teria uma vantagem competitiva desleal de gastar menos para empregar estrangeiros, afirmou a reportagem.

“Todas as empresas devem cumprir as suas obrigações, pagando seguro social, e isso não é um peso extra”, acrescentou.
Executivos estrangeiros na China se queixaram de que o esquema vai aumentar os custos já em alta na segunda maior economia do mundo, e que o plano é vago demais e será difícil para as empresas implementarem.

A Xinhua disse que a China estava seguindo os compromissos internacionais com as regras ao incorporar estrangeiros à sua rede de seguridade social.
“É uma exigência por seguir os tratados internacionais e respeitar as normas internacionais”, acrescentou. “É para proteger os direitos de seguridade social dos trabalhadores estrangeiros.”

A Xinhua disse que mais de 230 mil estrangeiros tinham visto de trabalho chinês no final do ano passado.
O governo vem adotando uma abordagem passo-a-passo no fornecimento de benefícios de seguridade social para as 1,34 bilhão de pessoas do país, hesitando em comprometer demais um sistema que poderia enxugar os cofres do governo.

A Xinhua não deu mais detalhes sobre como ou se os estrangeiros poderiam ter acesso a serviços como auxílio-desemprego, embora isso pareça improvável já que a obtenção de vistos de trabalho está atrelada a ter um emprego e o visto é anulado em caso de demissão.

O imposto pode ser de até 11 por cento dos salários, relatou a mídia de Hong Kong.
No entanto, expatriados de países que têm acordos de isenção fiscal bilateral com a China, como Japão e França, podem não precisar pagar o imposto de seguro social, sugeriu a Xinhua.
(Reportagem de Ben Blanchard)

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/china-defende-novo-imposto-sobre-trabalhadores-estrangeiros-133934821.html;_ylt=Ap9VfSgXTbKls_fEEpljIPMKs8B_;_ylu=X3oDMTNxYXZiNTZjBG1pdANUb3BTdG9yeSBNdW5kb1NGBHBrZwMzMzkyOGFhNC1lNDg0LTM4ZDUtYjI0Zi0wOTkyMTBhZDc0NjIEcG9zAzcEc2VjA3RvcF9zdG9yeQR2ZXIDZDFjODA0ZTAtZmU0NS0xMWUwLWFhYjctODhmMjU5NjVmMWMx;_ylg=X3oDMTFqdGZqcjJiBGludGwDYnIEbGFuZwNwdC1icgRwc3RhaWQDBHBzdGNhdANtdW5kbwRwdANzZWN0aW9ucw–;_ylv=3

Comentários desativados em China defende novo imposto sobre trabalhadores estrangeiros

Fidel Castro condena ‘assassinato’ de Kadhafi e ‘papel genocida’ da Otan

Posted in Américas, Direitos Humanos by Nejme Joma on 24/10/2011

O líder cubano Fidel Castro condenou nesta segunda-feira o “assassinato” do líder líbio Muamar Kadhafi e o “papel genocida” da Otan, aliança que classificou como “o mais pérfido instrumento de repressão” da história, segundo um artigo publicado na imprensa local.

Kadhafi “foi ferido gravemente pelos mais modernos caça-bombardeiros da Otan que interceptaram e inutilizaram seu veículo, capturado ainda vivo e assassinado pelos homens qeu esta organização militar armou”, disse Castro, de 85 anos, em seu artigo denominado “O papel genocida da Otan”.
(more…)

Comentários desativados em Fidel Castro condena ‘assassinato’ de Kadhafi e ‘papel genocida’ da Otan

Ajuda alimentar à Coreia do Norte não deve ser politizada–ONU

Posted in Ásia & Oceania, Economia, Comércio & Finanças by Nejme Joma on 24/10/2011

SEUL (Reuters)

Uma autoridade da ONU fez um apelo às potências regionais nesta segunda-feira para que deixem a política de lado em meio à crescente crise alimentar da Coreia do Norte, dizendo que a pequena ajuda ao país já tem feito diferença.

A crônica escassez de alimentos assola a Coreia do Norte desde o final de 2008 por conta da mudança nas políticas da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, que suspenderam a ajuda alimentar em resposta ao programa nuclear do Norte e aos problemas no monitoramento das doações.
(more…)

Comentários desativados em Ajuda alimentar à Coreia do Norte não deve ser politizada–ONU

Morte de príncipe saudita cria problemas para realeza do país

Posted in Oriente Médio, Política & Política Externa by Nejme Joma on 24/10/2011

DUBAI (Reuters)

A morte do príncipe Sultan, herdeiro do trono da Arábia Saudita, prepara o cenário para uma eventual mudança generacional na envelhecida liderança do maior exportador de petróleo do mundo, mesmo se o rei Abdullah escolher o príncipe Nayef, de 77 anos, para sucedê-lo.

Em jogo está a tentativa do aliado dos EUA de reconciliar suas tradições conservadoras com as necessidades de uma economia moderna e uma população cada vez mais jovem e voltada para o exterior.
A Arábia Saudita, que domina o mercado de petróleo mundial e exerce profunda influência sobre os muçulmanos por ser guardiã dos locais mais sagrados do Islã, Meca e Medina, enfrenta turbulência nos países vizinhos e um confronto com o Irã, rival regional.
(more…)

Comentários desativados em Morte de príncipe saudita cria problemas para realeza do país

Palestinos de Gaza querem trabalhar na Líbia pós-Gaddafi

Posted in Oriente Médio, Paz & Conflito by Nejme Joma on 24/10/2011

GAZA, 24 de outubro, 10h20 (Reuters)

Cerca de 5.000 palestinos desempregados se cadastraram na última semana em um sindicato de Gaza, candidatando-se a empregos na Líbia pós-Gaddafi, informaram sindicalistas locais na segunda-feira.
Segundo cifras da ONU, o desemprego na Faixa de Gaza, um território administrado pelo grupo islâmico Hamas e que sofre bloqueio de Israel, está em 45 por cento.

“Nos disseram que um cadastramento está sendo feito para empregos na Líbia, então vim deixar meu nome”, disse o lavrador Ashraf Abu Halloub, de 25 anos, na sede da Federação Geral de Sindicatos Palestinos.
Centenas de palestinos que trabalhavam na Líbia retornaram aos territórios palestinos quando começou o levante contra os 42 anos de governo de Muammar Gaddafi, em fevereiro.
(more…)

Tagged with: , , ,

Comentários desativados em Palestinos de Gaza querem trabalhar na Líbia pós-Gaddafi