Clipping de Relações Internacionais

Morre chefe das Farc que exportava cocaína em submarinos

Posted in Américas, Segurança Nacional & Defesa by Nejme Joma on 20/10/2011

BOGOTÁ (Reuters)

Um comandante da guerrilha colombiana Farc acusado de coordenar o envio de cocaína em submarinos para cartéis mexicanos morreu nesta quinta-feira em um bombardeio militar, disse o governo, num golpe que deve debilitar as finanças do grupo rebelde.
José Neftalí Umenza, o “Mincho”, comandante da 30a frente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e alvo de um pedido de extradição dos EUA, morreu junto com quatro outros combatentes numa zona de selvas próxima à cidade de Buenaventura, no departamento do Valle.

“Era um chefe do narcotráfico, era um provedor de finanças, responsável por múltiplas ações terroristas, crimes e exportação de droga, em particular para a América Central”, disse o ministro da Defesa, Juan Carlos Pinzón.
O funcionário afirmou que, segundo estimativas das Forças Armadas, “Mincho” fornecia 30 por cento de todos os recursos recebidos pelas Farc, que são consideradas uma organização terrorista pelos Estados Unidos e a União Europeia.
A Colômbia oferecia uma recompensa de quase 1 milhão de dólares por informações que levassem à localização do guerrilheiro, que atuou por mais de 40 anos nas Farc.

“Esse criminoso era um contato direto com os cartéis mexicanos, era a sua principal atividade. Esse é um golpe na espinha dorsal das finanças das Farc”, disse Pinzón em entrevista coletiva.
“Mincho”, que operava nas selvas da costa colombiana do Pacífico, participou de ações como o sequestro, em 2002, de 12 deputados, dos quais 11 foram assassinados pelos rebeldes cinco anos depois, e de um ataque a um quartel que resultou na morte de 18 cadetes da Marinha em 1991.

As Farc estão debilitadas desde 2002 por uma ofensiva militar apoiada pelos EUA, e que já resultou na morte de vários comandantes. Milhares de combatentes desertaram da organização nesse período.
Mas o grupo ainda mantém sua capacidade de realizar ataques de grande impacto em zonas de selva e montanhas, e eventualmente em grandes cidades.

A guerrilha é acusada de se financiar com a venda de cocaína, e os submarinos se tornaram nos últimos anos um dos principais meios para exportar a droga, principalmente pelo Pacífico, segundo autoridades.
(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/morre-chefe-das-farc-que-exportava-coca%C3%ADna-em-221419050.html;_ylt=Akt0mPZS1.mrzdJNt2JYHpkKs8B_;_ylu=X3oDMTNxanFzb2hlBG1pdANUb3BTdG9yeSBNdW5kb1NGBHBrZwM5ZGFiZGE0ZS1iZjlmLTMwYzktOWE2OS02OTk5ZGRhNWY3MjYEcG9zAzcEc2VjA3RvcF9zdG9yeQR2ZXIDMWNlMDYyNDAtZmI2OS0xMWUwLTlmNzYtYTFkOWQ1MGNhYzA0;_ylg=X3oDMTFqdGZqcjJiBGludGwDYnIEbGFuZwNwdC1icgRwc3RhaWQDBHBzdGNhdANtdW5kbwRwdANzZWN0aW9ucw–;_ylv=3

Tagged with: , , ,

Comentários desativados em Morre chefe das Farc que exportava cocaína em submarinos

%d blogueiros gostam disto: