Clipping de Relações Internacionais

Grécia enfrenta novos protestos à espera de parecer de credores

Posted in Europa, Social & Questões Culturais by Emilia C. de Paula on 29/09/2011

ATENAS – Reuters – 29/09/11.

Funcionários públicos bloquearam nesta quinta-feira o acesso a ministérios gregos, num protesto contra mais medidas de austeridade que a União Europeia e o FMI devem exigir para entregar uma nova parcela da ajuda financeira, da qual Atenas necessita para evitar uma moratória no mês que vem.

 

A “troika” de inspetores da União Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional (FMI) voltou à Grécia depois de deixar o país repentinamente em 2 de setembro, acusando o governo de não adotar medidas suficientemente austeras como contrapartida ao pacote de ajuda.

 

Sem mais dinheiro, a Grécia pode atrasar salários e pensões já a partir de outubro. Uma moratória da dívida grega afetaria os balanços de bancos em toda a Europa, e desencadearia uma nova crise no sistema financeiro global.

 

Para trazer os inspetores de volta, o governo anunciou na semana passada mais impostos, cortes de salários e demissões em massa de funcionários públicos. Mas os sindicatos dizem que a população, após três anos de piora no seu padrão de vida, não pode arcar com as novas medidas, e que os danos causados por elas à economia está agravando a crise.

 

“Peguem o seu pacote e vão embora”, gritavam na manhã de quinta-feira dezenas de empregados do Ministério das Finanças em frente à sede da instituição. Os ministérios do Interior, Justiça, Trabalho, Saúde e Agricultura também foram bloqueados, segundo a polícia.

 

Os protestos e greves previstos para as próximas semanas podem pressionar o Parlamento a não aprovar as novas medidas. As autoridades temem que se repitam os violentos incidentes de junho na praça Syntagma, em Atenas. Nesta semana, policiais dispararam gás lacrimogêneo contra manifestantes em frente ao Parlamento, durante a votação de uma medida tributária.

 

Os inspetores da “troika” devem passar pelo menos uma semana examinando os novos planos de austeridade, mas a maioria dos analistas prevê que a parcela de 8 bilhões de euros acabará sendo aprovada.

 

“Eles não vão ousar fechar a torneira para a Grécia bem agora, é uma decisão política”, disse o economista Joerg Kraemer, do Commmerzbank.

 

O gabinete grego se reuniu na quinta-feira para discutir um novo escalonamento salarial para o funcionalismo público e a chamada “reserva laboral”, em que 30 mil funcionários passarão a receber 60 por cento dos vencimentos. Se não encontrarem outro emprego público nos próximos 12 meses, serão demitidos.

 

Na terça-feira, o Parlamento já aprovou um novo imposto sobre a propriedade imobiliária.

 

(Reportagem adicional de Daphne Papadopoulou)

Disponível em:

http://br.reuters.com/article/worldNews/idBRSPE78S06420110929?sp=true

Anúncios

Comentários desativados em Grécia enfrenta novos protestos à espera de parecer de credores

%d blogueiros gostam disto: