Clipping de Relações Internacionais

Para Moody’s, revisão da dívida grega teria consequências negativas na UE

Posted in Economia, Comércio & Finanças, Europa by Nejme Joma on 24/05/2011

Uma reestruturação da dívida grega teria consequências negativas, inclusive para outros países europeus, e derrubaria a nota da Grécia para a categoria “C”, último escalão antes da suspensão dos pagamentos, estimou nesta terça-feira a agência de classificação Moody’s.

A suspensão dos pagamentos, que equivale a uma reestruturação da dívida, segundo a agência, “muito provavelmente faria com que a nota da Grécia fosse rebaixada por um longo período para a categoria ‘Ca’ ou ‘C'”.
A dívida grega a longo prazo é qualificada atualmente com a nota “B1” pela Moody’s, que no começo do mês indicou ter a intenção de reduzi-la ainda mais nas próximas semanas.

Os bancos gregos, principais detentores de títulos da dívida grega, seriam afetados de acordo com a proporção do peso que teriam de suportar na reestruturação – o que afetaria seus balancetes, segundo a Moody’s. Neste caso, sua nota também poderia ser rebaixada para a categoria “C”.

Por outro lado, se os bancos gregos conseguirem se recapitalizar e o Banco Central Europeu (BCE) continuar garantindo-lhes a liquidez, sua nota não seria afetada. Mas a Moody’s julga este cenário menos provável que o anterior.

De maneira geral, a agência de classificação estima que um calote da Grécia – equivalente a uma reestruturação da dívida – teria incidência negativa não apenas sobre a nota do país, mas também “provavelmente sobre os países europeus mais frágeis e para os bancos gregos, independente dos esforços para que haja uma reestruturação ‘ordenada'”.

“No que diz respeito à nota dos países europeus mais frágeis, a Moody’s acredita que sua nota seria afetada em qualquer uma das hipóteses, seja qual for o tipo de default que a Grécia pode vir a ter”, destaca a agência.

Depois de negar veementemente esta ideia durante meses, vários dirigentes europeus agora falam na possibilidade de uma reestruturação da dívida grega, tema tabu na União Europeia. O presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, classificou o movimento como uma “reestruturação suave”, com um reescalonamento dos vencimentos.

O presidente da União Europeia, Herman Van Rompuy, por sua vez, declarou-se contrário à reestruturação nesta terça-feira, mesmo que seja sob a forma de um reescalonamento dos vencimentos da dívida.

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/moodys-revis%C3%A3o-d%C3%ADvida-grega-teria-consequ%C3%AAncias-negativas-ue-141236280.html

Comentários desativados em Para Moody’s, revisão da dívida grega teria consequências negativas na UE

%d blogueiros gostam disto: