Clipping de Relações Internacionais

Obama e Netanyahu farão reunião na Casa Branca

Posted in Oriente Médio, Política & Política Externa by Nejme Joma on 05/05/2011

EUA – AFP

O presidente americano, Barack Obama, receberá o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, no dia 20 de maio, segundo comunicado divulgado nesta quarta-feira pela Casa Branca.

De acordo com o anúncio, os líderes esperam dialogar sobre todos os assuntos que são de interesse dos Estados Unidos e de Israel.
“O processo de paz paralisado no Oriente Médio deve ser um dos principais temas de discussão”, destaca a nota.

Os palestinos abandonaram as negociações retomadas no ano passado após Israel suspender a moratória sobre a colonização dos territórios ocupados.

O anúncio do encontro foi feito após o primeiro-ministro israelense ter qualificado, durante discurso em Londres, de “tremendo golpe para a paz” o acordo de reconciliação assinado hoje, no Cairo, entre os líderes dos movimentos palestinos Fatah e Hamas.

“O que aconteceu hoje no Cairo é um tremendo golpe para a paz e uma grande vitória para o terrorismo”, declarou Netanyahu aos jornalistas durante uma visita de um dia a Londres, onde se reuniu com o primeiro-ministro britânico, David Cameron.

O presidente palestino, Mahmud Abbas, líder do partido Fatah, e o chefe do gabinete político do movimento radical Hamas, Khaled Mechaal, oficializaram no Cairo o acordo de reconciliação assinado na véspera, que encerra a divisão entre Cisjordânia e Faixa de Gaza e abre o caminho para a celebração de eleições gerais palestinas em um ano.

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/obama-netanyahu-far%C3%A3o-reuni%C3%A3o-casa-branca-123236193.html

Tagged with: , , , ,

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. edelvio coelho lindoso said, on 05/05/2011 at 16:34

    Foram rápidos os israelenses. Vão já buscar o veto dos EUA com o apoio assegurado do RU, na ONU. São os implicantes, o Quarteto mais desafinado jamais visto. O Bibi ofereceu a sua Paz contra a não aliança e unidade dos palestinos.Esse grande cidadão se julga o deus da inteligência, contra a asnice do seu oprimido. Que paz tem esse abutre a oferecer? Aproveitar-se da inércia do Abbas, da sua lerdeza, da divisão do seu povo, para dia sim, dia não ir metendo o gadanho nas suas já minguadas terras, e no outro lado aumentando a carnificina de sempre. Se Obama cometer a insídia da ocasião da última pretensão exposta pela Palestina no plenário da ONU, onde foi o único entre todos, contra esse pleito, e com essa força portentosa e espúria, fez desabar o sonho desse milenar povo ali estabelecido. Será a ignomínia, novamente, para um democrata, na escraxada democracia-padrão do planeta. É agora o momento M dessa Palestina exaurida. Dêem-lhe seu espaço, com as fronteiras de 1967, restaurem sua moral, e assegurem-lhe como o mínimo de idenização as construções covardemente erigidas sobre seus cadáveres.Isso é o menor preço éticamente aceitável.


Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: