Clipping de Relações Internacionais

Rússia assina acordos para explorar petróleo do Oceano Ártico

Posted in Energia & Recursos, Rússia & Ásia Central by Nejme Joma on 22/02/2011

NOVA YORK 

 O Oceano Ártico é um lugar proibido para exploradores de petróleo. Mas isso não tem impedido a Rússia de mergulhar naquelas águas – nem as petroleiras ocidentais, ávidas por segui-la.

A Rússia, cujas reservas de petróleo encolhem vagarosamente, assinou no mês passado um acordo de exploração do Ártico com a gigante do petróleo britânica BP, cujos projetos de perfuração offshore na costa americana foram dinamitados pela tragédia ambiental no Golfo do México, no ano passado. Outras companhias ocidentais farejaram a disposição de Moscou em explorar o novo oceano e já negociam com o Kremlin.

 O novo petróleo russo pode ser vital para o abastecimento mundial nas próximas décadas, agora que o país superou a Arábia Saudita como o maior produtor mundial do combustível, e a demanda global por ele não para de subir.

 Mas, enquanto a exploração russa em alto-mar continua, as companhias de petróleo vão se aventurar em outros trechos do Ártico, onde países como EUA e Canadá não buscam o combustível por riscos de segurança e ambientais.

 A cobertura de gelo e os icebergs constituem ameaças às plataformas de perfuração e suas tripulações. Se o óleo fosse derramado no inverno, a operação de limpeza ocorreria no breu total que engole a região durante os meses dessa estação.

 No início do mês, a Shell adiou seus planos de perfuração da costa ártica do Alasca. A empresa enfrenta obstáculos impostos por cautelosos reguladores de Washington.

 Os russos, que controlam áreas de perfuração muito mais promissoras do que as de EUA e Canadá, têm outra filosofia. Com os campos de petróleo da Sibéria já no fim, a produção diária da Rússia, sem novos incrementos, pode ser reduzida em aproximadamente um milhão de barris até 2035, segundo a Agência Internacional de Energia. Com sua economia extremamente dependente de óleo e gás, que representam cerca de 60% de suas exportações, o país só vê uma alternativa – sair para o alto-mar, usando a tecnologia provida por parceiros internacionais, e dividindo com eles a conta de bilhões de dólares.

 O desastre do Golfo, paradoxalmente, encorajou a Rússia a promover a BP à sua parceira primordial. Na visão do primeiro-ministro do país, Vladimir Putin, trata-se da companhia mais segura para projetos offshore, por ter aprendido sua lição no Golfo. Ou, no provérbio russo: mais vale um homem que apanhou do que dois invictos.

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/s/22022011/83/russia-assina-acordos-explorar-petroleo-oceano.html

Tagged with: , ,

Comentários desativados em Rússia assina acordos para explorar petróleo do Oceano Ártico

%d blogueiros gostam disto: