Clipping de Relações Internacionais

ONU condena Israel por demolir hotel em Jerusalém para expandir assentamentos

Posted in Oriente Médio, Paz & Conflito by Nejme Joma on 11/01/2011

NAÇÕES UNIDAS – 11/01/2011.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou nesta sexta-feira a demolição de um hotel em Jerusalém Oriental por Israel para a expansão de assentamentos judaicos.

Em comunicado, Martin Nesirky, porta-voz de Ban, disse que a atitude serve apenas para elevar a tensão entre israelenses e palestinos e não facilita o processo de paz.

“É lamentável que a crescente preocupação internacional com a expansão ilegal de assentamentos israelense não esteja sendo considerada”, afirma a nota.

Os Estados Unidos também condenaram. Hillary Clinton, secretária de Estado, descreveu a ação israelense como “iniciativa preocupante” e disse que ela “enfraquece os esforços de paz” que visam a criação de um Estado palestino.

O temor de Ban é de que a construção no complexo do hotel Shepherd, cuja propriedade foi contestada, possa aprofundar os problemas na relação entre israelenses e palestinos, justo no momento em Washington tenta ressuscitar as negociações de paz. As conversas estão paralisadas devido à política de assentamentos de Israel na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.

Cerca de 190 mil israelenses vivem em Jerusalém Oriental e em regiões adjacentes da Cisjordânia, que Israel assumiu após o conflito em 1967. A região tem 250 mil habitantes palestinos.

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/s/11012011/83/onu-condena-israel-demolir-hotel-jerusalem.html

Tagged with: , , , ,

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. edelvio coelho lindoso said, on 15/01/2011 at 0:11

    É perda de tempo essas notícias da ONU chamando a atenção de Israel por comportamento fora da lêi. Êsse Estado não reconhece fronteira moral nem legal, é absolutamente absoluto, sob o guarda-chuva americano. Tai uma tripla mistura bem amarrada, sem comêço e sem fim, para a infelicidade dos palestinos, ameaçados em suas terras e em suas vidas. Essa relação Israelo-americana tem segredos intrinsecos inaudíveis. Um é ponta-de-lança do outro, plantada no OM, e em troca, o outro é leniente quanto as façanhas de eprendiz de futuro imperador. Israel vai se expandindo como um terrível câncer em metástese, sem pudor algum, inflando um ódio tamanho no coração dos espoliados, sem o menor recêio de uma represália. Tenho um palpite que é quando êsses sions, num raciocínio infeliz, partirem sôbre o Irã e deixarem uma retaguarda distraida, e os palestinos encanecidos acosse, essa rabeira com a maior fúria, e ajudem seu aliado a esgotá-lo, e garantam ali a solução para sua amargura. À ver.


Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: