Clipping de Relações Internacionais

China reafirma que poderio militar visa estabilidade regional

Posted in Ásia & Oceania, Segurança Nacional & Defesa by Nejme Joma on 12/10/2010

Hanói, 12 out (EFE)

A China assegurou hoje aos demais países da Ásia e aos Estados Unidos que seu desenvolvimento militar visa promover a estabilidade na região.

A declaração foi feita pelo ministro da Defesa chinês, Liang Guanglie, na reunião realizada em Hanói com o secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, e seus colegas do Sudeste Asiático, Coreia do Sul, Japão, Índia, Austrália e Rússia.

“O desenvolvimento da Defesa da China não tem como objetivo desafiar ou ameaçar, mas garantir a segurança e promover a paz e estabilidade” disse o general Liang durante o discurso dirigido aos ministros.

A reunião aconteceu em meio a um clima de preocupação entre os países da Ásia com o fato de a China tentar controlar zonas marítimas situadas a até 1.800 quilômetros de distância de sua costa, através da expansão de sua força naval.

Apesar de reiteradas declarações de intenções feitas por Pequim e pelos países da Associação das Nações do Sudeste Asiático (Asean, na sigla em inglês) para resolver as disputas territoriais no Mar da China Meridional, não foi estabelecido um código de conduta que evite os atritos relacionados às ilhas Spratlys e Paracel.

China, Brunei, Filipinas, Malásia, Taiwan e Vietnã reivindicam a soberania total ou parcial das Spratlys, enquanto Hanói e Pequim disputam o controle das Paracel.

No final da reunião, os ministros da Defesa indicaram em comunicado conjunto que tinham assinado uma resolução para colaborar na adoção de um “código de conduta” para prevenir eventuais enfrentamentos na região.

Em seu discurso, Gates disse que os EUA se preocupam com as crescentes disputas territoriais que China e outros países mantêm em certas regiões marítimas, com implicações no comércio global.

“Temos interesse na liberdade de navegação, no desenvolvimento econômico e comercial sem impedimentos e no cumprimento da lei internacional”, afirmou o chefe do Pentágono.

Gates disse ainda que “os Estados Unidos não se posicionam a favor de nenhuma das partes” e que as reivindicações de soberania “devem ser resolvidas de forma pacífica, sem ameaças nem coação”.

“É preciso melhorar o diálogo e a cooperação para que haja confiança mútua”, ecoou Nguyen Tan Dung, presidente rotativo da Asean e primeiro-ministro do Vietnã, país que mantém frequentes atritos com a China por conta da captura de navios de sua frota pesqueira.

Na semana passada, o Governo de Hanói acusou a China de prender ilegalmente nove pescadores de um barco que navegava perto das ilhas Paracel, no Mar da China Meridional. No entanto, durante o encontro, o ministro da Defesa vietnamita, Phung Quang Thanh, anunciou aos jornalistas que a China tinha libertado os pescadores.

Antes da reunião conjunta, os ministros dos 17 países participantes mantiveram encontros bilaterais. Gates e Liang se encontraram pela primeira vez desde que, há oito meses, Pequim suspendeu as relações militares com Washington em resposta à proposta americana de vender US$ 6,4 bilhões em armas para Taiwan.

Após a reunião bilateral, o secretário de Defesa americano indicou que tinha sido convidado por seu colega para fazer uma visita oficial à China no ano que vem.

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/s/12102010/40/mundo-china-reafirma-poderio-militar-visa.html

Comentários desativados em China reafirma que poderio militar visa estabilidade regional

%d blogueiros gostam disto: