Clipping de Relações Internacionais

FMI alerta emergentes contra riscos de entrada excessiva de capital

Posted in Economia, Comércio & Finanças, Regiões by Emilia C. de Paula on 05/10/2010

Mundo – BBC – 05/10/10.

O FMI (Fundo Monetário Internacional) disse nesta terça-feira que os países emergentes precisam estar preparados para evitar os potenciais riscos criados por seu sucesso e tomar medidas para garantir que tenham capacidade de absorver as entradas abundantes de capital.

“Muitos (mercados emergentes) precisam estar preparados para os efeitos de seu êxito. A estabilidade (desses países) dependerá da capacidade de lidar com o aumento dos investimentos em carteira”, diz o relatório Global Financial Stability Report (Relatório sobre a Estabilidade Financeira Global, em tradução livre), divulgado nesta terça-feira.

Segundo o documento, os emergentes demonstraram capacidade de resistir às tensões criadas pelas incertezas em relação à saúde financeira de países e dos bancos que afetaram as economias avançadas no primeiro semestre deste ano – quando as crises de déficit e dívida pública se transformaram em foco de preocupação dos mercados.

“Em vista da atual redução do ritmo de crescimento dos países ricos, os mercados emergentes em geral ficaram cada vez mais atraentes para os investidores, graças à solidez relativa de seus fundamentos econômicos e ao maior vigor de seu potencial crescimento”, diz o Fundo.

“No entanto, persiste a preocupação de que os países que deverão receber esses investimentos que estão sendo deslocados possam vir a ter um aumento dos riscos macrofinanceiros criados pelas fartas entradas de capital”.

De acordo com o FMI, para que possam absorver fluxos de capital em volumes mais elevados, os mercados emergentes devem manter políticas destinadas a estimular o desenvolvimento dos sistemas financeiros locais e reforçar a regulação e a supervisão.

O documento diz que, apesar de uma das respostas possíveis ao aumento de capital possa ser permitir a valorização das moedas locais, alguns países, especialmente na Ásia, decidiram intervir nos mercados cambiais para impedir a valorização das moedas e a consequente perda de competitividade de seus produtos no mercado internacional.

Brasil

A entrada excessiva de capital externo também é uma preocupação do governo brasileiro.

Na segunda-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou medidas para conter a alta do real frente ao dólar.

O governo aumentou de 2% para 4% a alíquota do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para aplicações de estrangeiros no mercado de renda fixa no Brasil.

O governo brasileiro já havia adotado medidas semelhantes no passado. De março a outubro de 2008, vigorou alíquota de 1,5% de IOF sobre investimentos de estrangeiros em renda fixa no Brasil.

Em outubro do ano passado, o governo determinou alíquota de 2% de IOF para investimentos estrangeiros em Bolsa de Valores ou papéis de renda fixa.

“Há evidências de que as medidas brasileiras funcionaram para mudar a composição dos fluxos de capital e que tiveram um pequeno impacto na taxa de juros”, diz o documento.

“No entanto, as medidas não parecem ter reduzido os fluxos de capital agregado para o Brasil.”

Riscos

A nova edição do relatório, apresentada na semana em que ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais se reúnem em Washington, afirma que o cenário é de gradual melhora na estabilidade financeira global, mas que ainda há riscos.

“Os transtornos recentes nos mercados europeus de dívida soberana chamaram a atenção para a maior vulnerabilidade dos balanços de bancos e contas públicas de alguns países como resultado da crise”, afirma.

O FMI recomenda que os governos levem adiante a reforma regulatória, tomando como base as propostas do Comitê de Supervisão Bancária de Basileia (que têm o objetivo de aumentar a segurança nas operações bancárias e reduzir os riscos de futuras crises).

O Fundo afirma ainda que é preciso “planejar e estruturar com cuidado” a retirada dos planos de ajuda ao sistema financeiro.

“Bancos centrais e governos devem permanecer abertos à possibilidade de fornecer apoio financeiro, se e quando necessário”, diz o documento.

Disponível em:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2010/10/101005_fmicapitais_ac.shtml

Tagged with: , , , ,

Comentários desativados em FMI alerta emergentes contra riscos de entrada excessiva de capital

%d blogueiros gostam disto: