Clipping de Relações Internacionais

Vazamento de documentos sobre Afeganistão é ilegal, diz Casa Branca

Posted in Américas, Segurança Nacional & Defesa by Ana Carolina Rosso on 26/07/2010

EUA – Estadao – 26/07/2010

O governo do presidente americano, Barack Obama, qualificou o vazamento de 91 mil documentos militares pelo site Wikileaks como ilegal e uma ameaça ao esforço de guerra do país no Afeganistão.

De acordo com o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, Obama soube do vazamento na semana passada, quando representantes de jornais que publicaram o vazamento (The New York Times, The Guardian e Der Spiegel) se reuniram com membros do governo.

Papel do Paquistão

Muitos dos documentos sugerem que o serviço de espionagem do Paquistão pode estar ajudando o Taleban a planejar e realizar ataques contra as forças internacionais no Afeganistão. Alguns relatórios também apontam a cooperação dos paquistaneses com a organização terrorista Al-Qaeda.

Oficiais da inteligência americana dizem que há alguns anos o Paquistão cortou o contato com os grupos taleban. O material, porém, sugere que o diretório de Interserviços de Inteligência, conhecido também como ISI, pode ter ajudado os rebeldes pelo menos no passado.

Os documentos detalham várias ocasiões de cooperação entre o general aposentado Hamid Gul, chefe do ISI no fim da década de 80, e os insurgentes afegãos que lutavam contra os americanos nas regiões montanhosas do leste do país.

Segundo eles, o general auxiliava combatentes mujaheddin e tentava estabelecer contato com Gulbuddin Hekmatyar e Jalaluddin Haqqani, dois dos maiores líderes insurgentes do Afeganistão. Além dos últimos dois, Gul também fez contato direto com Mohammed Omar, atual líder do Taleban.

O governo paquistanês negou as alegações. “Esses relatórios não refletem nada além de comentários e rumores de apenas uma fonte, que não considera os lados do Afeganistão e do Paquistão e geralmente se revelam falsos depois de melhor examinados”, disse Husain Haqqani, embaixador do Paquistão nos EUA.

Alienação

Boa parte do material divulgado também apresenta queixas de funcionários do governo e civis afegãos. Há reclamações sobre tropas mal equipadas, autoridades corruptas e sobre tropas americanas que parecem aguardar recursos para lutar.

Os documentos ainda destacam que as mortes de civis causadas por erros em operações militares alienou os afegãos. Embora o número de baixas de pessoas não ligadas à guerra tenha decaído nos últimos meses, muitas não foram registradas.

Wikileaks

O Wikileaks.org é um site fundado em 2006 pelo jornalista australiano Julian Assange destinado a receber denúncias anônimas dobre documentos de alto sigilo de empresas, governo e outras organizações. O site foi o responsável pela divulgação de diversos documentos polêmicos, como o vídeo que mostra as tropas dos EUA fuzilando civis no Iraque de um helicóptero.

Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,vazamento-de-documentos-sobre-afeganistao-e-ilegal-diz-casa-branca,586261,0.htm Acesso em: 26/07/2010

Comentários desativados em Vazamento de documentos sobre Afeganistão é ilegal, diz Casa Branca

%d blogueiros gostam disto: