Clipping de Relações Internacionais

Cameron propõe programa para liberalizar o Estado no Reino Unido

Posted in Economia, Comércio & Finanças, Europa, Sistemas Políticos by Ana Carolina Rosso on 19/07/2010

Inglaterra – Estadao – 19/07/2010

O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, disse nesta segunda-feira, 19, que promoverá uma dramática “redistribuição do poder” no país, englobando “tanto as elites quanto os homens e mulheres que moram nas ruas”, em uma reforma que seu partido chama de criação da “grande sociedade”. As informações são do jornal britânico The Guardian.

Em seu mais importante discurso desde sua posse como primeiro-ministro, Cameron disse querer criar comunidades com “energia” e dar fim a uma era na qual pessoas capazes se tornam “recebedores passivos” da ajuda do Estado.

Em Liverpool, Cameron negou que o programa servirá para mascarar cortes de gastos no setor público. “A grande sociedade diz respeito à maior redistribuição de poder, das elites aos moradores de rua”, disse. “E essa é uma ideia muito grande por razões óbvias. Por anos, ficou acordado pelo governo que a melhor maneira de melhorar a sociedade era fazer a administração desde o núcleo, ou seja, do Parlamento, mas só isso não funciona”, prosseguiu.

Segundo Cameron, a implantação do programa já era planejada para não ser afetada pelos cortes. “A reforma não vai acobertar nada. Estamos encorajando o voluntarismo, as empreitadas sociais e grupos voluntários a fazer mais para transformar a sociedade em algo mais forte. Isso foi estabelecido antes de termos problemas com o déficit”, esclareceu o premiê.

Cameron deu destaque a três pontos que considerou a agenda da grande sociedade. O primeiro é a ação social, pela qual o governo “firmará e apoiará uma cultura de voluntarismo e filantropia”. O segundo é a reforma do serviço público, pela qual “a burocracia será eliminada para que o dinheiro não seja desperdiçado”. O último é dar poder à comunidade, que, segundo Cameron, dará “aos bairros e comunidades locais o poder de definir seus destinos independentemente”.

O premiê insistiu que a ideia da grande sociedade é simples ao lembrar que ele fala do projeto desde que assumiu a liderança do Partido Conservador, em 2005. “A grande sociedade é uma grande mudança cultural na qual as pessoas, em suas vidas normais, em suas casas, seus bairros, seus locais de trabalho, nem sempre recorrerem às autoridades ou ao governo para resolver problemas que eles poder resolver. Em vez disso, elas têm poder o bastante para se ajudar e ajudar sua comunidade”, disse.

Liverpool será uma das quatro “áreas de vanguarda” que receberão ajuda especial para o estabelecimento de projetos que visarão a melhora desde o transporte local ao fornecimento de banda larga. As outras quatro áreas são Eden Valley, Windsor e Maidenhead.

Cameron disse que essas comunidades de vanguarda, para as quais haverá uma equipe de servidores públicos, serão “centros de treinamento para a grande sociedade”. Em Liverpool, um programa de voluntários está sendo construído para manter os museus abertos por mais tempo.

Ainda segundo Cameron, será criado um banco da grande sociedade para financiar programas voluntários e de caridade. O fundo será composto por “todo centavo destinado aos programas sociais do país que não estiver sendo usado”. O premiê disse que poderão ocorrer liberações de verba de centenas de milhões de libras, embora o jornal Financial Times tenha dito as reservas lançadas serão de no máximo 60 milhões de libras.

Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,cameron-quer-redistribuicao-do-poder-com-a-grande-sociedade-britanica,583189,0.htm Acesso em: 19/07/2010

Comentários desativados em Cameron propõe programa para liberalizar o Estado no Reino Unido

%d blogueiros gostam disto: