Clipping de Relações Internacionais

Bancos puxam alta das bolsas na Europa; Société Générale sobe 22,57%

Posted in Economia, Comércio & Finanças, Europa by Ana Carolina Rosso on 10/05/2010

INGLATERRA – ESTADAO – 10/05/2010

Os bancos europeus receberam com alívio o pacote financeiro coordenado para dar suporte à União Europeia e operam em forte alta, liderando os ganhos nas bolsas. Analistas dizem que o socorro vai aumentar a liquidez no sistema bancário da Europa e melhorar o cenário para os ganhos dos bancos, que vinham sendo ameaçados pelos efeitos da deterioração da posição financeira da Grécia e de outros países do continente.

As bolsas de Paris, Frankfurt e Londres operavam em forte alta, com avanços de 8,59%, 4,84% e 4,95%, respectivamente. O índice IBEX-35, da Bolsa de Madri, dispara 12,8%.

O plano disparou um rali nas ações dos bancos, que haviam sido fortemente vendidas nas últimas semanas por causa do aumento das preocupações com a exposição das instituições financeiras à Grécia e a outros países endividados. Às 8h40 (de Brasília), Commerzbank avançava 10,34%, ING Group ganhava 22,27% e Credit Agricole tinha alta de 19,81%. Os três bancos informaram ter exposição significativa a Grécia, Espanha e Portugal. Outros destaques eram o francês Société Générale, que avançava 22,57%; o espanhol Santander, que subia 20,10%; e o britânico Barclays, que tinha alta de 17,41%.

O Banco Central Europeu (BCE) afirmou que vai comprar bônus de governos e bônus privados, injetar liquidez no sistema financeiro por meio de operações de refinanciamento e reativar linhas de swap com o Federal Reserve, o banco central dos EUA, que permitirão que os bancos tomem empréstimos em dólares.

As medidas do BCE “permitem que o BCE aja como fornecedor de liquidez para qualquer banco da zona do euro que tenham alguma dificuldade no financiamento em euros ou dólares”, afirmaram analistas do Credit Suisse em relatório. “Com as duas operações de refinanciamento efetivamente ilimitadas em volume, elas deverão resolver todo e qualquer problema de liquidez de curto prazo, na nossa opinião”, acrescentaram.

Os problemas de dívida soberana afetaram os bancos de várias maneiras. Os investidores se preocupavam com a dívida de governos que os bancos detêm, bem como com os empréstimos para companhias privadas de países endividados. Também havia receios com o custo dos empréstimos interbancários, que dispararam na sexta-feira para níveis não vistos em quase um ano, tornando mais caro para os bancos o financiamento de suas operações do dia a dia e provavelmente dificultando os empréstimos para companhias e pessoas físicas. As informações são da Dow Jones.

Disponível em: http://economia.estadao.com.br/noticias/financas,bancos-puxam-alta-das-bolsas-na-europa-societe-generale-sobe-22-57,not_17473.htm  Acesso em: 10/05/2010

Comentários desativados em Bancos puxam alta das bolsas na Europa; Société Générale sobe 22,57%

%d blogueiros gostam disto: