Clipping de Relações Internacionais

Calderón denuncia “ódio” que lei contra imigração provoca

Posted in Américas, Política & Política Externa by Nejme Joma on 26/04/2010

México, 26 abr (EFE).

O presidente do México, Felipe Calderón, se referiu hoje à lei aprovada no Arizona (EUA) que criminaliza a imigração ilegal como uma porta de entrada ao “ódio” e a “a intolerância”, e assegurou que não permanecerá “indiferente”.

“Os laços de amizade, de comércio, de turismo e culturais entre o México e o Arizona estão seriamente afetados por este tipo de legislação”, ressaltou Calderón em reunião do Conselho Consultivo do Instituto dos Mexicanos no Exterior.

A legislação aprovada recentemente pelo Arizona, estado que faz fronteira com o México, e que atualmente é governado pelo Partido Republicano, permite que a Polícia deter qualquer pessoa suspeita de ser um imigrante ilegal.

Calderón disse que os imigrantes mexicanos “contribuíram para o desenvolvimento e a prosperidade do Arizona” e exigiu “um tratamento respeitoso para os migrantes nos Estados Unidos”.

O governante afirmou que o tema “estará presente” quando ele se reunir com o presidente americano, Barack Obama, e com o Congresso dos EUA em maio.

Calderón disse ter dado instruções à Secretaria de Relações Exteriores (SRE) e aos consulados do México nos Estados Unidos, particularmente aos cinco que há no Arizona, para que “redobrem suas ações de assistência e proteção consular”.

O governante fez referência a proposta de organizar uma rede de advogados que trabalhe gratuitamente “a favor dos direitos dos imigrantes”.

Para o presidente, a migração para os Estados Unidos, onde há 12 milhões de mexicanos, metade deles ilegais, leva o melhor do México, sua gente, para outro lado da fronteira.

Por sua vez, o presidente do Senado mexicano, Carlos Navarrete, pediu hoje ao Governo americano que utilize os instrumentos legais para reverter a lei, que, acrescentou, viola claramente os “direitos fundamentais”.

Navarrete assegurou que a norma do Arizona é uma “ofensiva brutal” da direita americana que se opõe ao Governo de Barack Obama e utiliza o tema da migração ilegal a fim de readquirir presença política e eleitoral.

A cada ano, cerca de 300 mil imigrantes ilegais, a maioria centro-americanos, cruzam o México; enquanto a ONG Sem Fronteiras calcula que em 2009 um total de 70 mil foram interceptados e presps em estações migratórias do Governo, onde alguns foram vítimas de discriminação. EFE

Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/s/26042010/40/mundo-calderon-denuncia-odio-lei-imigracao.html

Comentários desativados em Calderón denuncia “ódio” que lei contra imigração provoca

%d blogueiros gostam disto: