Clipping de Relações Internacionais

EUA não consegue monitorar estrangeiros com vistos vencidos

Posted in Américas, Segurança Nacional & Defesa, Social & Questões Culturais by Helen Schossler on 13/10/2009

Estados Unidos – Estadão – 12/10/2009

Oito anos depois dos ataques de 11 de setembro, os Estados Unidos ainda não têm um bom sistema para determinar se os milhões de visitantes estrangeiros deixam o país depois de expirados os vistos.

 

Novas preocupações foram focadas na lacuna na segurança na última semana, quando Hosam Maher Husein Smadi, um jordaniano de 19 anos que extrapolou seu visto de turista, foi acusado de planejar a explosão de um arranha-céu em Dallas.

 

Só no ano passado, 2,9 milhões de visitantes estrangeiros com vistos temporários, como Smadi, adentraram o país sem jamais deixá-lo, segundo oficiais de imigração. Enquanto oficiais dizem que não há modo de confirmar, eles suspeitam que centenas de milhares deles extrapolam seus vistos, como os cerca de 40% dos estimados 11 milhões de imigrantes ilegais, que até entraram no país com vistos legais, mas permaneceram após o prazo.

 

O caso do garoto Smadi renovou os pedidos de ambos os partidos no Congresso para que os oficiais do Departamento de Segurança Nacional concluam o sistema de monitoramento eletrônico universal de saídas.

 

Desde o 11 de setembro de 2001, as autoridades de imigração, com mais de US$ 1 bilhão do Congresso, expandiram seu sistema de monitorar os estrangeiros quando eles chegam. Mas apesar de diversas autorizações do Congresso, não há inspeções biométricas ou modos de monitoramento para confirmar se os visitantes retornaram.

 

Oficiais de Segurança ponderam que o monitoramento universal de saídas é um objetivo custoso, principalmente por conta das longas fronteiras do país, com mais de um milhão de pessoas cruzando diariamente. Um plano equivocado, segundo eles, poderia obstruir o comércio, perturbar as cidades das bordas e sobrecarregar agências de imigração com informações que poderiam não utilizar efetivamente.

 

Desde 2004, oficiais de Segurança da Pátria implantaram sistemas para checar todos os estrangeiros no momento da chegada, seja por ar, mar ou terra.

 

Oficiais da alfândega agora colhem impressões digitais e tiram fotos de visitantes de vários países, comparando com as informações de um banco de dados (mexicanos e canadenses com cartões especiais de entrada no país são exemplos destas checagens).

 

Mas os oficiais da Segurança Nacional dizem que uma séries de programas-piloto desde 2004 falharam em fornecer um sistema de monitoramento de saídas que funcionasse para todo o país. Eles não encontraram tecnologia o suficiente para suprir a velocidade de inspeções nas fronteiras. E linhas aéreas empacaram no ano passado durante a tentativa de Bush em fazê-las responsáveis pela coleta de dados dos estrangeiros em partida.

 

No ano passado, oficiais mostraram que 39 milhões de estrangeiros receberam vistos temporários, como o de Smadi. Usando procedimentos atuais, oficiais confirmaram a saída de 92,5% deles. Boa parte dos visitantes restantes também partiram, mas sem documentarem a saída por não saber como fazê-lo. Mas mais de 200 mil deles podem ter extravasado o prazo intencionalmente.

 

Autoridades de imigração implantaram um sistema separado para monitorar estrangeiros que, diferente de Smadi, aparecem com vistos de estudantes. Este sistema se mostrou eficaz ao confirmas que os estudantes permaneciam nas escolas e não ultrapassavam seus períodos no país.

 

Os analistas da imigração dizem que, dadas as dificuldades de execução das vastas fronteiras dos Estados Unidos, cabe principalmente ao agentes da lei para impedir os suspeitos de terrorismo que não tiveram registros que gostaria de chamar a análise antes de entrarem nos Estados Unidos.

 

“Você não pode pedir que o sistema de imigração faça tudo”, disse Doris Meissner, membro sênior do Instituto Policial de Migração, um centro de pesquisa em Washington. “Este é um exemplo de como as mudanças nas prioridades de aplicação da lei e técnicas desde 11 de setembro realmente têm ido para onde eles devem ir.”

Disponível em: http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,eua-nao-consegue-monitorar-estrangeiros-com-vistos-vencidos,449520,0.htm Acesso em: 13/10/2009

Comentários desativados em EUA não consegue monitorar estrangeiros com vistos vencidos

%d blogueiros gostam disto: