Clipping de Relações Internacionais

EUA querem financiar petróleo e hidrelétricas no Brasil, diz ministério

BRASÍLIA (Reuters) – 04/08/2009.

O governo dos Estados Unidos quer financiar os setores de petróleo e energia hidrelétrica no Brasi por meio do Exim Bank e já conversa com a Petrobras sobre o tema, afirmou nesta terça-feira o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann.

Segundo ele, a proposta, que está ainda em um estágio inicial, já havia sido feita em recente visita de autoridades do ministério aos EUA e foi repetida durante reunião entre o ministro Edison Lobão e o conselheiro norte-americano de Segurança Nacional, general James Jones.

“O Exim Bank está disposto a investir no Brasil em linhas de financiamento tanto em petróleo como em hidrelétricas”, disse a jornalistas o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, depois de participar da reunião entre Jones e Lobão.

Zimmermann ressaltou que os recursos seriam “bem-vindos”, já que a estatal quer aumentar sua capacidade para explorar a camada pré-sal. Ele não revelou, no entanto, detalhes sobre as negociações.

Em abril, a Petrobras obteve 2 bilhões de dólares do Exim Bank, instituição do governo americano voltada ao financiamento do comércio exterior. A companhia também já pegou um empréstimo de 10 bilhões de dólares da China.

“Os EUA também têm o interesse em abrir linhas de crédito. A Petrobras está conversando”, afirmou.

Em coletiva na semana passada, o diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa, disse que poderia estender o empréstimo de 2 bilhões de dólares para 5 bilhões de dólares, mas não deu detalhes.

PRÉ-SAL

No encontro, disse Zimmermann, as autoridades brasileiras fizeram uma apresentação sobre a situação do setor de petróleo no país aos americanos, mas não entraram em detalhes sobre o novo marco regulatório do segmento. Como o tema ainda está em discussão pelo governo, ponderou o secretário, discuti-lo com os EUA seria uma “ingerência” nos assuntos internos do Brasil.

“Foi uma apresentação sobre todo o aspecto, o setor de petróleo no Brasil como está hoje”, comentou, lembrando que o tema de segurança energética é de responsabilidade de Jones, por isso o interesse do general na matéria.

“Foi conversado em linhas gerais a estratégia brasileira para a parte energética.”

A equipe ministerial que elabora o novo modelo do setor deve entregar uma proposta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na quarta-feira.

Integrantes do Ministério de Minas e Energia também mostraram aos enviados americanos como o sistema elétrico interligado do país funciona, tema de interesse do governo dos EUA.

Segundo o secretário, foi conversado ainda sobre a possibilidade da parceria executada por Brasil e EUA em países em desenvolvimento –atualmente focada na produção de etanol– ser ampliada.

“Há uma tendência também de aumentar essa parceria na parte de hidrelétricas”, afirmou.

Zimmermann assegurou que não constou da pauta da reunião a demanda do Brasil de ver reduzida as tarifas impostas pelos EUA para a importação do etanol nacional, assim como eventuais parcerias no segmento da energia nuclear.

Jones se reunirá ainda com os ministros Nelson Jobim (Defesa) e Dilma Rousseff (Casa Civil), o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, e o assessor especial da Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia.

Disponível em: REUTERS Brasil

Comentários desativados em EUA querem financiar petróleo e hidrelétricas no Brasil, diz ministério

%d blogueiros gostam disto: